Receba dicas grátis!

Ranking: os 4 modelos dos sonhos de todos os motociclistas street

Zelao_-_26_de_fevereiro_

Os motociclistas street, que percorrem áreas urbanas, precisam estar bem equipados e com motos bem desenvolvidas para enfrentar o trânsito e oferecer segurança tanto para si mesmo quanto para as outras no trânsito. As motos street são muito utilizadas para essa finalidade de enfrentar o dia a dia urbano, considerando-se itens como suspensões, freios, motor, conforto e agilidade.

Que tal ficar por dentro de quais são as melhores motos street e escolher bem aquela que o vai acompanhar pelas ruas de sua cidade?

Dafra Next 250: excelente desempenho no asfalto e em curvas

Moto de luxo com 25 cv no motor, refrigerador a água (vale lembrar que Honda e Yamaha têm refrigeração a ar), câmbio de 6 marchas, banco bipartido, painel digital completo, regulagem do freio no manete, lanterna traseira com LED e apresenta design modernizado. Tem bom desempenho sobre o asfalto e nas curvas.

Dispõe de motor monocilíndrico com 249 cm3 e comando simples no cabeçote (SOHC), permitindo giros mais altos. Os freios permitem parar a moto em segurança mesmo em situações difíceis (dianteiros: 260 mm; traseiros: 220 mm). Os pneus Sport Demon (Pirelli) também oferecem segurança e muita aderência. Para torná-la ainda mais desejável pelos motociclistas street, o preço é mais acessível que o de outras motos da mesma categoria.

Honda CB 300R: sucesso de vendas entre os motociclistas street

Grande sucesso de vendas, a CB 300R é muito parecido com a CBR 300. A versão 2016 apresenta chassi mais sólido e mais largo, câmbio de seis velocidades, suspensão traseira sólida, freios lisos, injeção eletrônica de combustível e medidores digitais. O guidão está mais acessível, o garfo conta com um bom sistema de amortecimento e favorece a redução de impactos nas travagens bruscas e o tanque possui capacidade para 20,4 litros de combustível.

A Honda CB 300R está disponível para os motociclistas street nas cores preta, vermelha, pérola branca, amarela, azul e Matte Black Metallic (preto fosco metálico).

Yamaha Fazer 150: versão mais esportiva

Em 2016, a Yamaha Fazer 150 chega na segunda quinzena de julho somente na versão SED e nas cores branca, preta com cinza fosco, magenta, azul e vermelha. A posição para o piloto agora é mais esportiva, com pedaleiras recuadas e em suporte fixo no chassi (antes, eram fixadas ao motor); o guidão está mais baixo e vem com contrapesos externos parecidos com aqueles da Fazer 250. Já a proteção dos pés dos motociclistas street agora é de metal e o painel tem fundo preto, contendo informações como relógio digital, lampejador de farol alto e indicador ECO.

Quanto ao motor, é monocilíndrico, 4 tempos, refrigeração a ar, válvula simples, biocombustível, capacidade de 150 cm3, câmbio manual de 5 velocidades e potência de 12,2 cv (gasolina) e 12, 3 cv (etanol) a 7.500 rpm. A Fazer 250 é o modelo da Yamaha para 250cc.

Honda CG 150 Titan CBS: clássico favorito dos motociclistas street

A CG 150 Titan apareceu no mercado em 2004, para substituir a CG 125 Titan, que existia desde 1976. Está no topo das preferidas pelos motociclistas street. Desde 2009, foi apresentada a versão flex com novo design, sem farol redondo. Em 2012, disponibilizaram somente 2 versões: ESD (freio dianteiro a disco e partida elétrica) e EX (freio dianteiro a disco, partida elétrica e rodas de liga leve).

Em 2014, a CG contou com novo design e, em 2016, ganhou a versão 160cc, muito mais potente, com capacidade de 162,7 cm3, oferecendo também melhor torque. A potência chega a 14,9 cv a 8.000 rpm se abastecido com gasolina e 15,1 cv a 8.000 rpm com etanol.

Qual desses modelos você considera o melhor? Deixe a sua opinião registrada! Compartilhe-a com outros motociclistas street!

Adicionar comentário