Receba dicas grátis!

Primeiros passos no motocross: veja algumas dicas importantíssimas

Motocross, também chamada de MX, é uma modalidade esportiva bastante praticada no Brasil e no mundo. Abrange diferentes categorias, como veloterra, enduro, trial e outras. O tipo de moto utilizado para essas competições é o off-road.

Os que desejam se iniciar nesse esporte precisam aprender algumas coisas. Essa é a finalidade deste post: passar algumas dicas importantes aos iniciantes de motocross. Leia e confira!

Na hora de comprar sua moto

O ideal seria comprar um modelo dois tempos, como 125 e 250. Assim, o piloto terá oportunidades de começar aprendendo do básico e, ao passar para uma 250F (quatro tempos), poderá aproveitar melhor os recursos que o modelo oferece.

A 250 dois tempos é considerada a moto com melhor custo-benefício no que se refere à manutenção e potência, mas requer certas habilidades e preparo físico.

Recomenda-se também, para os iniciantes, o uso de motos nacionais de 230cc, como CRF (Honda) e TTR (Yamaha). Apesar de não indicada para saltos, a 230cc desenvolve bem em pistas de velocross e mesmo em pistas de motocross. Elas são ideais para pilotos iniciantes no esporte com mais de 15 anos de idade. O melhor é que permitem uma escala de aprendizado: o piloto pode participar de trilhas, enduros, veloterras antes de praticar motocross. Seu custo de manutenção também compensa.

Conferindo o posicionamento de certos itens

Comprada sua moto, confira e ajuste certos elementos para que fiquem mais funcionais:

  • Guidão: mais à frente;
  • Manetes: pouco abaixo do guidão;
  • Pedal de marcha: pouco acima da pedaleira ou no mesmo nível dela;
  • Pedal de freio: pouco acima da pedaleira;
  • Garfos: posicionados mais acima, melhoram o desempenho em curvas de baixa velocidade, mas pioram em curvas de alta velocidade; mais abaixo, acontece o inverso.

Ajustando as suspensões

Para isso, aconselha-se procurar um profissional competente e, ao mesmo tempo, um piloto entendido que passe as informações necessárias para ele. A regulagem das suspensões depende do peso do piloto e do nível de pilotagem que ele assume. A regulagem padrão consiste em:

  • Fechar todos os cliques nos parafusos de compressão e retorno;
  • Ir contando até abrir todos os cliques;
  • Fechar tudo de novo e colocar na metade de cada regulagem.

Durante sua movimentação nas pistas de motocross, você irá realizando outros ajustes.

Lembre-se da relação:

  • Compressão: quanto mais fechar os cliques, mais dura fica a suspensão; quanto mais abrir, mais macia ela fica.
  • Retorno: quanto mais fechar os cliques, mais lento será o retorno; quanto mais abrir, mais rápido ele fica.

Tipos de combustível

Os tipos mais usados em motocross são:

  • Pódium;
  • Comum com Pódium;
  • Comum;
  • Combustível de aviação.

Acompanhando o tipo de combustível, será modificada a regulagem na carburação.

A “armadura” do piloto

Para sua proteção e segurança, deverá comprar equipamentos como:

Enfrentando a pista de motocross

Lembre que motocross é um esporte cheio de impactos e deslizes. Para enfrentar a pista, é preciso preparo físico que inclui:

  • Treinamento da modalidade (conte com a ajuda de um instrutor competente);
  • Exercícios físicos de musculação e aeróbica;
  • Dieta alimentar saudável;
  • Dormir bem;
  • Reduzir o consumo de álcool.

Além disso, é preciso preparar-se psicologicamente, controlando as emoções e, principalmente, o medo, o nervosismo e a ansiedade. Uma volta de motocross dura, em média, 30 minutos mais duas voltas. Não há pausa para o piloto que quer vencer. Entenda melhor o conceito “Força G”, que é produzida até os limites totais da força e resistência do piloto.

Está se iniciando em motocross? Quais as dificuldades que encontra? Está seguindo as dicas acima? Faça seu comentário!

Adicionar comentário