Receba dicas grátis!

Contra-esterço: saiba utilizar essa técnica

contra-esterço

Quem pratica esporte com moto, precisa conhecer diferentes estratégias e técnicas. Algumas dessas técnicas podem ser aplicadas não somente em motos esportivas e off-road, mas em motos custom e touring também.

É o que acontece com a técnica chamada contra-esterço. Se você ainda não conhece ou deseja saber mais informações sobre ela, leia o post!

Compreendendo melhor o contra-esterço

Contra-esterço é o nome de uma das técnicas mais eficientes, rápidas e precisas usadas para deslocar a trajetória de uma moto. A verdade é que muitos pilotos já a utilizam sem saber que estão fazendo uso dela.

Para compreender melhor como funciona o contra-esterço, vale a pena fazer uma pequena incursão no mundo da Física. De acordo com a Terceira Lei de Newton: “Para toda ação, existe uma reação de igual intensidade, mas em sentido contrário”.

Imagine uma moto seguindo em linha reta. Digamos que seja necessário desviar para a direita.

O que o piloto pode fazer?

Bem, ele pode fazer uso de seu próprio corpo, inclinando a moto com a ajuda de seus pés e de seus joelhos.

Porém, o piloto também pode usar suas mãos. Ele pode empurrar o guidão para o lado oposto àquele que ele deseja seguir.

Pois é a essa ação, que resulta em uma reação automática, que se dá o nome de contra-esterço. Se o piloto empurra o guidão para o lado esquerdo com a mão direita, a reação será uma inclinação do veículo para o lado direito.contra-esterço

“Havia uma pedra no meio do caminho…”

Se o piloto encontra um obstáculo no meio de sua trajetória e precisa desviar, ele nunca deve focar no obstáculo — deve focar no caminho alternativo, ou seja, o caminho por onde ele deseja passar, para onde desviará a moto.

Digamos que o obstáculo seja um buraco. Se você focar nele, a consequência mais plausível é que acabe passando por cima dele.

Para contornar obstáculos, a técnica do contra-esterço é muito eficiente e, a partir do momento, em que você começar a aplicá-la, ela se tornará muito simples. Você a utilizará de forma mecânica sem precisar se preocupar tanto com “lado direito, lado esquerdo”. Usará a técnica com tanta espontaneidade quanto troca de marcha.

O contra-esterço e as curvas

A técnica do contra-esterço é muito usada em pistas, especialmente nas curvas que exigem baixa velocidade. O piloto deve atravessar a curva sem permitir que o giro do motor decaia muito. Em ruas e estradas, essa técnica gera uma reação rápida e muito segura.

Também é possível aplicar o contra-esterço nas curvas a fim de corrigir a trajetória sem a necessidade de desaceleração. As motos precisam de aceleração nas curvas, mas o piloto poderá somente apoiar seu peso na mão, no lado interno da curva — a correção acontece imediatamente.

Os pilotos esportistas aplicam o contra-esterço mecanicamente, pois os semiguidões são confeccionados de modo que os motociclistas precisam se apoiar naturalmente no lado interno. Quando a curva é para a direita e a moto começa a se inclinar muito, o piloto poderá empurrar a pedaleira esquerda.

Os tipos de motos e a técnica do contra-esterço

Quanto mais peso tiver a moto, mais será requerido o uso das mãos. Nas motos touring, que não inclinam muito, é possível manter o equilíbrio apenas com as mãos. Assim acontece, por exemplo, com a moto Honda GL 1800 Gold Wing, que possui mais de 300 kg e exige que o usuário use bem as mãos para fazer curvas com eficiência.

A moto Honda VTX 1800, que pertence à categoria custom, obtém muito mais estabilidade com o uso das mãos que com o uso das pernas, que acabam ficando esticadas demais. Assim, no momento de fazer uma curva, o contra-esterço é a técnica mais recomendada.

Já usa o contra-esterço para fazer curvas ou mesmo em linha reta para desviar de obstáculos? O que pensa dessa técnica? Comente nos espaços abaixo!

Adicionar comentário