Receba dicas grátis!

Bateria acabou: 8 dicas para fazer a navegação sem GPS

Zelão Bateria acabou 8 dicas para fazer a navegação sem GPS

Se você está viajando de moto ou mesmo andando pela cidade e por áreas rurais, orientando-se pelo GPS e a bateria do celular acaba, o que fazer?  Hoje, os aparelhos móveis já vêm com GPS, o que facilita bastante a vida dos usuários. Mas, é possível continuar a navegação sem GPS e conseguir sucesso?

Sim, é possível! Veja como lendo o post!

Direção do vento

O vento, geralmente, sopra na mesma direção. Dessa forma, existem padrões de erosão assimétricos nos edifícios. Para identificar esses sinais, basta observar os cantos das construções – algumas vezes, um dos lados apresenta mais mudanças de cores devido a marcas de chuvas ou poluentes que são trazidos pelo vento.

Outra forma de continuar sua navegação sem GPS é observando árvores: algumas tombam mais para um determinado lado devido à ação do vento.

Antenas de TV via satélite

Antenas que recebem sinais via satélite são encontradas em todos os lugares. Todas elas apontam para um satélite parado, colocado sobre a superfície da Terra.

No Reino Unido, a maioria das antenas aponta sempre para a mesma direção, o sudeste.

Templos religiosos

Os templos religiosos podem ser um referencial importante para o motociclista efetuar sua navegação sem GPS.

No Brasil, as igrejas são geralmente alinhadas de oeste para leste, tendo o altar apontado para leste, local onde o sol nasce. As sinagogas, por sua vez, colocam a Arca da Torá no extremo leste, indicando a Cidade Santa de Jerusalém.

Torres

Outra forma de continuar navegando sem GPS é orientando-se pelas torres, sejam das próprias igrejas, das caixas d’água, dos prédios mais altos, das operadoras de celular. São uma forma bastante prática de encontrar seu caminho.

“Torres” pode ser usado como um termo genérico para qualquer elemento alto o suficiente para direcionar o motociclista, como estátuas, obeliscos ou mesmo árvores. Antigamente, era comum construírem grandes estátuas que representavam uma pessoa apontando para uma região específica ou para um dos pontos cardeais.

Mapas

Os mapas são outra boa alternativa para o motociclista fazer navegação sem GPS. O único requisito é que ele tenha o hábito de andar sempre com um, prevendo as possibilidades de a bateria do celular acabar.

Estradas

Talvez mesmo sendo motociclista, você ainda não saiba que as estradas são alinhadas de forma planejada, dependendo da localização (centro ou periferia).

No norte e no sul da cidade, as estradas são alinhadas, em geral, no sentido norte-sul. Da mesma forma, no noroeste e no sudeste, o sentido é, na maioria das vezes, noroeste-sudeste. Isso pode ser percebido nos mapas das cidades que, geralmente, apresentam um padrão radial.

Além disso, as placas dispostas ao longo das estradas ou mesmo nas vias dentro do perímetro urbano podem fornecer boas informações sobre qual caminho seguir.

Sol e nuvens

A primeira forma de orientação que o homem desenvolveu foi através da observação da posição do sol no céu. Sabe-se que ele nasce no leste e põe-se no oeste. Colocando o braço direito em direção ao leste, você terá o oeste do lado esquerdo, o norte à sua frente e o sul atrás, bem como poderá identificar os pontos colaterais.

As nuvens também podem ajudar, pois são impulsionadas pelo vento em uma direção relativamente constante. Enquanto estiver andando sobre a moto, observe a direção que as nuvens estão tomando – isso permite comparar sua posição inicial com sua posição final para se orientar.

Navegação sem GPS, mas com bússola

Caso você seja mais prevenido, pode usar uma bússola. Existem bússolas de todos os tamanhos e modelos e até digitais. Apesar de ser um instrumento antigo, continua sendo eficaz.

No final de tudo, você sempre pode perguntar!

Já fez alguma navegação sem GPS enquanto andava de moto? Conte como foi, aproveitando os espaços abaixo!

Adicionar comentário