Receba dicas grátis!

7 curiosidades sobre o AMA

Depositphotos_51656121_m-2015

A AMA Motocross Championship é o principal evento de Motocross dos Estados Unidos, realizada desde 1972. É idealizada pelo American Motorcyclist Association (o que explica a sigla), e gerido pela MX Sports Pro Racing. A paixão internacional pelo a AMA abriga algumas curiosidades desconhecidas por muitos fãs. Decidimos revelar algumas para vocês!

#1. Total Sigilo

Um piloto de fábrica contratado pode revelar nada o que foi tratado, nem mesmo citar algo do contrato com pessoas fora do time. É proibido de revelar qualquer novo conceito, invenção ou desenvolvimento de sua moto. Esta é uma tradição no AMA. No entanto, a história mostra que diversos pilotos quebraram essa regra, vindo a revelar alguns segredos de seus antigos empregadores.

#2. Ajuda ao companheiro

O piloto contratado de fábrica tem mesmo que competir para vencer, mas apenas quando tiver chance Se ele não estiver numa posição que garanta a vitória, tem o dever de correr para beneficiar outro membro do time que esteja em condições mais favoráveis. Em outras palavras, significa que o piloto precisa abrir mão de sua própria vitória, para que o companheiro de equipe ganhe. Essa é uma regra legal da AMA.

#3. A moto não é do piloto

Diferente do que alguns possam pensar o piloto não é dono da moto. O piloto pode até utilizar a máquina em eventos fora de competição, mas apenas aqueles que a fábrica concordar. As motos que o piloto treina, são diferentes das de competição. O contratado não pode competir em nenhum evento sem que a equipe aprove, muito menos emprestar o veículo para outro piloto usar.

#4. Exclusividade total

Um piloto de AMA não pode utilizar (principalmente em público) qualquer produto que sejam direta ou indiretamente concorrentes dos produtos que patrocinam ou que promovem a equipe. O mesmo vale para os produtos que equipe vende, como barcos, ATVs, scooters, motos, acessórios e outras peças.

#5. Disponibilidade

O piloto precisa estar disponível para promover a moto da equipe ou qualquer outro produto da linha até 35 dias por ano. Nesse contexto, entram as famosas sessões de fotos e autógrafos em eventos e veículos especializados, bem como em qualquer material de revenda. Se o profissional faltar a um determinado número de sessões com estas, pode ser penalizado pela empresa.

#6. A integridade física é responsabilidade do piloto

Um fato bastante curioso é que um piloto é o único responsável por danos, lesões, morte ou outro dano que ocorrer enquanto ele estiver pilotando pela equipe. A equipe não tem responsabilidade legal alguma de providenciar qualquer tipo de seguro de saúde, cuidados médicos ou compensação trabalhista para o piloto. A explicação é simples: O profissional não é empregado da equipe, mas um prestador de serviços.

#7. Aptidão física

Muita gente acha que para competir no AMA, o piloto não precisa estar em forma. Mas isso não é verdade, pois as manobras exigem nível extremo da aptidão física dos concorrentes. As modalidades do Motocross exigem bastante dos braços, ombro e glúteos. O controle extremo de força, resistência e reflexo não é muito observado por quem está de fora, já que o piloto que é camuflado sob uma proteção corporal.

E você, conhecia estas curiosidades sobre a AMA? Sabe de alguma outra que não listamos aqui? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Adicionar comentário