Receba dicas grátis!

5 Lições que aprendemos com os vencedores dos X games!

x_games

O maior espetáculo dos esportes radicais, o X Games, representam o encontro dos melhores do mundo em suas respectivas categorias. Com a primeira edição realizada no ano de 1995, na cidade de Rhode Island nos EUA, a competição é conhecida desde então como as Olimpíadas dos Esportes Radicais.

Como em toda boa competição podemos tirar lições incríveis com os campeões do X Games. Atletas que tiveram sua carreira quase destruída por uma lesão, atletas que bateram recordes inacreditáveis e que fazem história até hoje no mundo dos esportes radicais e servem de exemplo para os que querem ingressar nesta carreira. Confira as cinco lições principais que esses atletas de alto nível passaram para o mundo:

#1 Persista

Um dos mitos do skate na modalidade vertical, Tony Hawk é o maior exemplo de persistência para conquistar um desejo tão esperado quanto realizar uma manobra antes considerada impossível. No campeonato de best trick do X Games de 1999, realizado em São Francisco, Califórnia, ele completou a manobra 900 graus, que consiste num salto com dois giros e meio no eixo. Antes disso ele havia realizado 11 tentativas frustradas de completar os giros, mas não desistiu. Essa conquista o fez ficar conhecido como Birdman, o homem-pássaro.

#2 Acredite

A lenda viva do BMX, Matt Hoffman, também tem uma importante lição para nós. Conhecido como o pai do Big Air, Hoffman sempre inovou e revolucionou em todos os campeonatos pelos quais competiu. Foi ele quem realizou os primeiros aéreos gigantes do BMX, ignorando totalmente o significado da palavra gravidade, quando muitos diziam que ele não conseguiria.

#3 Surpreenda

Bob Burnquist, o todo-poderoso do skate tem algo de especial. Seus fãs, o público em geral e seus colegas de profissão nunca sabem o que ele vai fazer quando entrar em cena. Bob é conhecido por sempre ter uma surpresa para apresentar a plateia, além de inventar manobras que, muitas vezes, só ele consegue fazer. Tire um coelho da cartola!

#4 Sonhe

O primeiro ganhador do X Games, Travis Pastrana, (leia nosso especial sobre o Travis clicando aqui) tem uma lição especial que leva para vida toda. Pastrana começou ainda muito jovem a andar de moto e aos quatro anos de idade já usava roupas de Motocross fox. Aos 14 anos sofreu um acidente gravíssimo que separou a pélvis da coluna, o que o deixou dependente de uma cadeira de rodas por três meses. Depois disso qualquer pessoa decidiria nunca mais voltar para as pistas, mas Travis não desistiu do sonho de ser um campeão da categoria e hoje é considerado um dos maiores exemplos nas modalidades em que compete.

#5 Seja autoconfiante

Se você quiser muito uma coisa e alguém disser que você não é capaz faça como Shaun Roger White, bicampeão olímpico do Halfpipe no snowboarding. Ele nasceu com uma alteração congênita no coração e passou por duas operações antes de completar um ano de idade. O que ninguém esperava se tornou real, White é um sucesso e inspira milhares de atletas a superarem qualquer tipo de dificuldade para alcançar um sonho.

Muitos atletas marcaram a história do X Games e deixaram lições de vida que sempre serão lembradas. Se você conhece alguma história diferente de algum campeão do X Games, compartilhe conosco nos comentários a lição que você aprendeu com ela.

Adicionar comentário